ouvidoria@feitep.edu.br
(44) 3029-4500 | (44) 99949-0688
Vestibular 2020
INSCREVA-SE

FEITEP É PALCO DE HISTÓRIAS DE AMOR (#2)

   Facebook
FEITEP É PALCO DE HISTÓRIAS DE AMOR (#2)
12/jun/2019

Neste dia dos namorados, casais de alunos e funcionários contam como se conheceram aqui


Salas cheias de jovens em busca de uma carreira promissora, professores empolgados em transmitir conhecimento. Assim é a FEITEP. Mas se engana quem pensa que para por aí. Tudo é novidade nesse mundo universitário. Os alunos fazem novas amizades e, é claro, rola muita paquera também. E acredite, há quem tenha encontrado a sua alma gêmea pelos corredores. Neste dia dos namorados, apresentamos um pouquinho da história de amor de alguns casais que se conheceram aqui.


Foi assim com o Thiago Oliveira e a Nádia Melo. Eles são alunos de Engenharia Elétrica da FEITEP. Em sala de aula ambos não tinham contato. “Não conversávamos e eu apenas ouvia falar de suas ‘nerdisses’ e boas notas, o que já me chamava a atenção”, conta Thiago.

O primeiro contato do casal foi em um rolê de amigos. O objetivo era apenas comemorar o fim do período das provas. “Foi engraçado, rimos bastante. Mas minha vergonha só me permitiu observar o seu jeito encantador de ser. Quase não conversamos, mas eu não desviava meu olhar do sorriso dela”.
 
O tempo foi passando e o Thiago seguiu investindo. Até que em um novo encontro de amigos, desta vez na casa dele, veio a coragem. “Fale com ela, não lembro o que disse, mas lembro o resultado: as melhores horinhas de beijos da minha vida”.

Quatro meses depois, em julho de 2017, veio a concretização. “Nosso amor exponencial foi registrado na aliança dela sen²x e na minha cos²x”.

No próximo mês, o casal completará 2 anos de união.
 
Outro casal unido pela FEITEP foi a Agatha e o Airton. Eles começaram a estudar Engenharia Civil em 2015. E já no primeiro semestre, se encantaram um pelo outro.
Começaram a estudar juntos no período noturno, enquanto as tarde tinham monitoria. “Ficamos bem próximos, sempre sentávamos juntos e sempre estudávamos juntos. Por estudarmos juntos tanto no período de aulas, quanto fora dele, criamos um relacionamento de amizade, amor e companheirismo”, conta Agatha.

A oficialização do compromisso veio ainda no mesmo ano. Em novembro, o Airton pediu Agatha em namoro. E acreditem, foi aqui na FEITEP, uma semana antes das provas. Quer momento melhor?

E de lá pra cá, quase quatro anos depois, eles seguem juntos. “Somos muito unidos e compartilhamos de todos os momentos juntos. Depois comecei a fazer Engenharia Química também e ele sempre me apoiou. Vamos nos afastar na faculdade em breve. Eu vou para o quarto ano de Engenharia Química e ele vai terminar Civil. Não vamos nos ver mais tanto na faculdade, mas nosso relacionamento só tem a crescer. Esperamos um futuro juntos e a FEITEP só nos uniu”, conclui.


E para fechar por hoje, não poderíamos deixar a Natália e o Wellington de fora. Ela é aluna de Arquitetura e Urbanismo. Ele, além de aluno do mesmo curso, é também colaborar da FEITEP.

Eles se conheceram no primeiro semestre do curso. “Eu a vi sentada no fundo da sala, bem quietinha, com seu cabelo verde. Ela cursava apenas algumas matérias na minha sala e eu nunca tive coragem de me aproximar dela”, lembra Wellington.

Com o tempo, Natália começou a frequentar o laboratório de Maquetaria, onde ele trabalhava. Ele tentava se aproximar, mas ainda tinha muita vergonha. Então, teve que pedir a ajuda de um amigo para ‘bancar’ o cupido. “Infelizmente, ela recusou”.

Em seguida, os dois continuaram a conversar. “Em um sábado qualquer fazendo projetos do curso ela mandou uma mensagem perguntando o que eu ia fazer naquele dia, pois ela queria me chamar para sair. Foi aí que eu fiz o projeto o mais rápido possível para dar tempo de me encontrar com ela. Fomos ao cinema ver Liga da Justiça. Após o término do filme ficamos nos olhando e ela peguntou ‘E agora?’ E eu respondi ‘Agora podemos continuar conversando ou podemos nos beijar’. E foi assim que aconteceu nosso primeiro beijo”.

O pedido de namoro veio na virada de ano. “Conversei com as amigas e a irmã dela para descobrir o tamanho da aliança e no final tudo deu certo. Fiz uma declaração na virada e realizei o pedido na frente da família dela. Um relacionamento que ninguém acreditava e está dando certo, há 1 ano e 6 meses, e até hoje ela me faz querer ser um homem melhor”, conclui.

 
Desejamos felicidades e vida longa a todos os casais. Feliz Dia dos Namorados!

Você conhece alguém que também conheceu o seu verdadeiro amor na FEITEP?
Envie pra gente um e-mail para mídias@feitep.edu.br.